Este espaço é destinado à reflexões sobre Tarô, Oráculos e Espiritualidade.

"Uma viagem pelas cartas do Tarô, é uma viagem às nossas próprias profundezas." Sallie Nichols em Jung e o Tarô


quinta-feira, 4 de abril de 2013

Curiosidades...



Você sabia que...


O tarot não foi sempre confeccionado em pequenos pedaços de cartão. Antigamente ele era impresso em tábuas de madeira e era reservado para os feirantes, pois na época medieval era comum os ciganos e bruxos preverem o futuro em feiras e romarias. Após algum tempo, quando a novidade chegou aos ouvidos da realeza, muitas famílias reais ainda não cristãs mandaram fabricar um baralho de tarot personalizado. Era um costume comum e como em tábua era algo pouco estético ou "rico", começou a ser produzido em pequenos pedaços de cartão ornamentados com ouro e pintados nas mais caras aquarelas.


Segundo o tarólogo e escritor Giancarlo Kind Schimid, no século XIV o tarot era usado de forma lúdica pelos nobres e se transformou em uma febre nos séculos XV, XVI e XVII, espalhando-se pela Itália, Espanha e França, seus principais fabricantes na época. O custo de fabricação de um baralho de tarot era muito alto pois tudo era feito manualmente, sendo até mesmo folheado a ouro, sem os recursos da imprensa moderna. Devido a isso, cada baralho ficava restrito à elite, e inclusive era usado como forma de pagamento de tributos, como presente real ou para diversão e entretenimento da nobreza.


Liliane Mattoso, terapeuta holística e pesquisadora, nos conta que o baralho de tarot mais popular foi o de Marselha, usado a partir da Idade Média como forma de distração da corte francesa. Pesquisas mostram que o baralho de cartas comuns usado atualmente como jogo de azar e distração é proveniente deste tarot, embora especule-se que a origem do mesmo venha do jogo de xadrez. Obviamente existe nesse uso uma forma de "mascarar" seu real conteúdo, pois na Idade Média a leitura de oráculos divinatórios era tida como algo demoníaco, indo contra as leis da Igreja Católica. E foi através desse oráculo e de alguns artifícios que os "pagãos" mantiveram as tradições escondidas dos "não-iniciados".


O uso do tarot para adivinhação vem sendo debatido há muito tempo. No início o tarot não era visto como um jogo de adivinhação , pois não constam registros de seu conteúdo como oráculo nos séculos XIV, XV E XVI. Essa função só surgiu tempos depois, principalmente através das mulheres, que usavam muito o conteúdo divinatório. Antes disso, era muito usado como jogo lúdico ( semelhante ao Bridget) pelos nobres, popularizando-se entre o público depois em todos os seus formatos. 


Bem no começo de sua história, as cartas de tarot chegaram às mãos dos ciganos, quando eles chegaram à Espanha vindos do norte da África. Popularmente, eles usavam o tarot para ganhar dinheiro, lendo a sorte em tendas e carroções nas feiras e festivais, motivo esse que levou muitas pessoas a acreditarem que os ciganos haviam inventado o tarot, o que atualmente as pesquisas mostraram que não é verdade.

Fonte: http://www.planetaesoterico.com.br/tarot/curiosidades-do-jogo-de-tarot/curiosidades-do-jogo-de-tarot.html