Este espaço é destinado à reflexões sobre Tarô, Oráculos e Espiritualidade.

"Uma viagem pelas cartas do Tarô, é uma viagem às nossas próprias profundezas." Sallie Nichols em Jung e o Tarô


quarta-feira, 3 de abril de 2013

O que é Tarô?



O Tarô é um baralho composto por 78 cartas (ou lâminas).
Essas lâminas são dividias da seguinte forma:
22 arcanos maiores (costumamos chamar cada lâmina do Tarô de arcano) e 56 arcanos menores.
Os arcanos maiores ilustram situações arquetípicas (comum a todo o ser humano).
Existem situações que toda a pessoa vive, e de tanto se repetir desde o início dos tempos estão fixadas no inconsciente coletivo.
Podemos citar como exemplo o arcano 0 ou sem número do Tarô – O Louco.
Esse arcano trás o vazio absoluto e a potencialidade total, aquele que não é nada e pode ser tudo. Ele vem antes mesmo do primeiro passo.
Todos nós nos deparamos com o Louco pelo menos uma vez na vida, senão várias.
O Louco é o filho no ventre da mãe, a ideia no inconsciente, a semente a germinar.
E assim seguimos com o arcano 1 – O Mago – Cada primeiro passo em uma nova jornada, o arcano 2 – A sacerdotisa – Nosso inconsciente...e assim por diante até o arcano 22.
Já os arcanos menores ilustram situações práticas do nosso dia a dia. E são divididos em quatro elementos, que representam os quatro pilares da nossa existência:
·         Elemento Fogo, representado pelo naipe de paus, representa nosso espírito, a inspiração, a chama da vida.
·         Elemento Ar, representado pelo naipe de espadas, é o nosso mental, a racionalização, os conflitos.
·         Elemento Água, naipe de copas, são os nossos sentimentos, a afetividade, o amor.
·         Elemento Terra, naipe de ouros, é o material, o concreto, nosso sustento.
Cada naipe traz as cartas numeradas de 1 a 10, que mostram as etapas vividas em cada uma das áreas acima e quatro cartas da corte (Pagem, Cavaleiro, Rainha e Rei) que mostram personalidades, características humanas dentro de cada elemento.
O Tarô funciona trazendo essas imagens comuns a todo o ser humano e assim, com suas figuras, despertando o que já sabemos, mas na confusão do dia a dia não conseguimos perceber.

Fonte: http://listarologa.blogspot.com.br/2012/04/estrutura-do-taro.html